Com o objetivo de discutir questões relacionadas à saúde e à qualidade de vida dos idosos no Estado, o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) com o apoio da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Fundação Universidade da Terceira Idade (Funati) promoveu, na manhã desta quinta-feira (28), no auditório da Corte de Contas, uma audiência pública com diversos temas relacionados aos idosos.

Promovido pela Departamento de Gestão de Pessoas (Degesp) do TCE, o evento contou com o apoio da conselheira-presidente, Yara Lins dos Santos, e a participação da sociedade civil organizada.

“O TCE-AM abre suas portas para discutir, ativamente, políticas públicas voltadas à qualidade de vida da pessoa idosa. É nesta fase da vida que precisamos de mais apoio e amparo e a Corte de Contas não ficará omissa neste cenário”, afirmou a presidente do TCE-AM, conselheira Yara Lins dos Santos.

O conselheiro estadual da pessoa idosa, Jorge Wagner Gomes, parabenizou a atuação da Corte de Contas e ressaltou a importância da audiência pública.

“Eu vejo muita grandeza quando um órgão do Estado como o TCE, juntamente com os parceiros do Estado e a sociedade civil promove uma audiência pública de tão grande nível como essa, convidando pessoas capacitadas para discutir políticas relacionadas aos idosos em nosso Estado”, disse.

O evento atendeu a uma demanda da turma de Gerontologia da UEA com a finalidade de possibilitar a reflexão da sociedade civil e de autoridades para a aplicação efetiva da política do idoso no Estado do Amazonas.

Texto: Dionisson Garcia